Seja Líder de Si Mesmo – Augusto Cury

Neste livro você vai descobrir as ferramentas necessárias para se tornar o autor da sua própria história e fazer da sua vida um grande espetáculo.

Se compararmos a mente humana com o mais belo teatro, onde se encontra a maioria dos jovens e adultos? No palco dirigindo a peça, ou na platéia sendo espectador passivo dos seus conflitos, perdas e culpas? Onde você se encontra? Ser ator principal no palco da vida não significa não falhar ou não chorar. Significa refazer caminhos, reconhecer erros e aprender a deixar de ser aprisionado pelos pensamentos e emoções. Neste livro, você vai descobrir as ferramentas necessárias para se tornar o autor da sua própria história e fazer da sua vida um grande espetáculo.

RESUMO DO LIVRO
 Por : renutri

Inicialmente o livro relata que a mente humana é como um grande teatro e que nós somos responsáveis por escrever nossa própria história, ou seja, o nosso lugar é no palco da vida, devemos escrevê-la, brilhando no palco e não acomodados na platéia.

O QUE O AUTOR SUGERE?

O autor sugere que podemos governar nossos pensamentos nos libertando de emoções que nos controlam e nos dominam. De acordo com Cury, muitas pessoas lidam bem com aplausos, mas quando recebem vaias elas recuam, tem medo de ousar, criar e cultivar o que amam. Temos um grande potencial para sermos os autores de nossa história e precisamos desenvolver este dom que está dentro de cada um de nós. Este livro, nos dá ferramentas para que possamos nos libertar de medos, inseguranças que estão dentro de nossas mentes e que por não nos permitirmos livrar nossas mentes desta submissão interior ficamos acumulando ansiedade e sentimentos que destróem nossa paz e prazer de viver.

O QUE É IMPORTANTE PARA O AUTOR?

Para Cury, não devemos levar em conta as emoções que roubam nossa personalidade e não devemos nunca desistir do direito de sermos livres dentro de nós mesmos. Se deixarmos nossa mente ser dominada por frustrações e medos o nosso "eu" sai de cena e deixa de brilhar , deixamos idéias negativas nos influenciar e escravizar. Temos que primeiro conquistar o mundo de dentro (através do conhecimento interior) para poder conquistar o mundo de fora (que é o mundo exterior).
Para o autor, o vencedor é aquele que está no controle da sua vida e não pode estar na platéia vivendo misérias emocionais. Temos que amar os desafios, sermos criativos, ter concentração, acordar todos os dias e agradecer a Deus pelo espetáculo da vida! O importante é entrarmos no palco e sermos o autor principal, porque ficar na platéia é abandonar a si mesmo! Temos que fazer um treinamento com a nossa mente. Como fazer isso?

INTELIGÊNCIA MULTIFOCAL:

Segundo o autor, a inteligência é multifocal, para ela, não é apenas o "eu" que constrói cadeias de pensamentos. Existem 3 fenômenos
inconscientes que interpretam a memória e contróem milhões de pensamentos. São eles: Gatilho da Memória, a Janela da Memória e o Autofluxo. Para o autor, se não dirigirmos nossos pensamentos eles vão ser dirigidos por esses fenômenos, eles são os autores coadjuvantes do teatro da nossa mente.
Devemos perguntar a nós mesmos: Governamos os nossos pensamentos ou eles nos dominam? Se eles nos dominam o eu torna-se um mero espectador.
1) GATILHO DA MEMÓRIA:
Fênomeno que faz com que cada estímulo visual, sonoro ou psíquico seja interpretado imediatamente, em milésimos de segundos. Temos
milhões de imagens na memória, mas quando vemos a imagem externa de uma flor, o Gatilho é acionado. Se isto não ocorresse, o eu ficaria confuso. O Gatilho nos prejudica quando vemos alguém que nos feriu ou rejeitou e o Gatilho é imediatamente detonado e abrem arquivos que contêm as ações desta pessoa, gerando ansiedade e raiva. Se o eu não toma a liderança, voltamos para a platéia.
2) AUTOFLUXO:
Ele produz a grande maioria dos pensamentos no teatro da nossa mente. Pensamentos que nos distraem, nos animam, fazem sonhar. Pensamos em sitações bizarras, em amigos da infância, no tempo. Pensar é bom, mas pensar demais é um problema. Sem o Autofluxo, o eu não se formaria.Mas ele não pode ser o ator principal, o eu deve gerar o fluxo dos pensamentos.
3) JANELA DA MEMÓRIA:
A memória humana se abre por janelas. Cada janela possui um grupo de arquivos que contém milhares de informações agregadas. Não acessamos arquivos inteiros, como nos computadores, mas em janelas.
Origem: shvoong

Nenhum comentário:

Sites interessantes